Marketing Indireto: O que é? Como utilizar?

Com o surgimento do marketing digital e diversas outras estratégias, dentro deste ramo que consolidaram grandes marcas e proporcionaram o sucesso de diversas empresas, o marketing indireto surge para perpetuar este estilo de divulgação.

Visto que, muitas pessoas têm contato com o marketing indireto todos os dias, mas nunca se deram conta, e é justamente por isso que ele recebe esse nome. 

Neste artigo vamos abordar o conceito de marketing indireto juntamente com exemplos práticos e dicas para aplicá-lo no seu negócio. 

O que é Marketing Indireto? 

O marketing indireto nada mais é do que uma forma de divulgação de um produto ou serviço de maneira que aquilo não seja explícito para a pessoa.

Sendo assim, o marketing indireto trabalha com maneiras mais sutis na hora de divulgar a sua marca, deixando de lado aquela tradicional tratativa boca a boca entre o cliente e o vendedor. 

Portanto, o seu principal objetivo é divulgar a marca sem precisar insistir para que o cliente compre o seu produto ou serviço, evitando assim, situações desconfortáveis e menos chances de atrair novos clientes. 

Qual a diferença entre marketing direto e indireto? 

Quando algumas pessoas decidem começar a estudar o marketing indireto, acabam batendo de frente também com o conceito de marketing direto e se perguntam a diferença entre eles. 

O marketing direto não passa daquele conceito bem famoso sobre vendas que já conhecemos, um vendedor vai até um cliente e tenta o convencer de qualquer maneira a comprar o seu produto ou serviço.

Talvez você mesmo já tenha passado por isso, talvez um vendedor tentou lhe vender a qualquer custo um perfume ou um plano de saúde ou qualquer outro produto. 

E essa é a maior diferença entre o marketing direto e indireto, enquanto o primeiro se preocupa em falar e convencer a pessoa a adquirir o que vende.

O segundo foca em estratégias que farão aquela pessoa se dar conta da qualidade do produto ou serviço por conta própria. 

Exemplos de marketing indireto 

Para que tudo isso fique ainda mais claro para você, separamos algumas dicas para te ajudar a entender na prática o conceito de marketing indireto. Confira: 

Produção de conteúdo nas redes sociais 

Quem nunca estava dando aquela olhada nas redes sociais e acabou se deparando com um post ou vídeos de um determinado profissional explicando sobre algum assunto relacionado a sua marca. 

Isso é mais comum do que pensamos, são diversos profissionais de marketing dando dicas para crescer no Instagram, maquiadoras ensinando como fazer uma maquiagem para festas ou um médico explicando sobre uma delas específica. 

Esse é um ótimo exemplo de marketing indireto, pois sabemos que por trás de todo aquele conteúdo existe um produto ou serviço oferecido por aquele profissional, e aqueles vídeos e posts são uma forma de atrair novos clientes para o seu negócio. 

Essa estratégia também pode ser conhecida como marketing de conteúdo, que visa a divulgação de materiais informativos e relevantes para educar o seu público e atrair novos clientes ao seu negócio. 

O fato é que a produção de conteúdo na internet pode ser uma maneira de atrair novos clientes, e internamente, divulgar a sua marca e mostrar que você possui autoridade e propriedade no que fala. 

Você pode produzir conteúdos por meio de várias redes sociais e com diversos formatos, como:

  • Vídeos;
  • Posts;
  • Podcasts;
  • E-books;
  • Blog posts;
  • Artigos. 

Parcerias com influenciadores digitais 

Outra maneira de colocar o marketing indireto em prática é fazer parcerias com influenciadores digitais e fazer com que eles divulguem o seu serviço ou produto. 

Essa é uma estratégia muito usada nas redes sociais e dentro do conceito de marketing indireto, pois você acaba usando o rosto de uma pessoa famosa e influente, que indiretamente pode atrair diversos clientes para o seu negócio. 

Sendo assim, alguns acabam cobrando algum valor em dinheiro ou apenas desejam testar o produto ou serviço antes para verificar se realmente vale a pena indicar aquilo aos seus seguidores. 

Por isso, faça um estudo nas redes sociais e veja quais influenciadores mais se adequam ao seu produto ou serviço e possuem uma boa relevância nas redes sociais para divulgar a sua marca. 

Dessa forma, você garante não só o aumento das suas vendas, mas também da visibilidade da sua marca. 

Comerciais de TV 

Comerciais de TV já são padrões, principalmente, no Brasil, é rotineiro assistir um jornal ou uma novela a noite e durante os intervalos ser bombardeado por comerciais de grandes e pequenas marcas. 

Por mais caro que possa ser o investimento inicial, os comerciais são ótimas estratégias de divulgação e que carregam consigo um pouco do conceito de marketing indireto. 

Afinal de contas, no comercial é visto as promoções, preços e produtos daquela marca, o foco do comercial é informar o telespectador e convencê-lo de comprar aquele produto sem saturar a informação no cérebro do ouvinte. 

Com isso, você alcança um enorme público e ainda garante que o nome da sua marca fique claro e presente no dia a dia dos brasileiros. 

Tráfego pago

O tráfego pago é um meio de divulgação muito conhecido, principalmente, dentro do âmbito do marketing digital. 

Ele nada mais é do que a criação de tráfego, ou seja, público, de forma paga por meio de plataformas digitais. 

A maioria das redes sociais possuem uma plataforma secundária focada apenas na criação de anúncios e campanhas para marcas, como o Twitter Ads, por exemplo. 

Por meio dessas plataformas você consegue filtrar informações cruciais sobre o seu público-alvo, como: 

  • Idade;
  • Gênero;
  • Região;
  • Profissão;
  • Classe social. 

Com essas informações em mãos você cria anúncios e campanhas sobre o seu produto ou serviço focados neste público-alvo do seu negócio, aumentando ainda mais as chances das pessoas certas conhecerem a sua marca. 

O tráfego pago é uma ótima opção para quem quer trabalhar com o marketing indireto mas ainda não possui um grande valor em dinheiro para investir em um comercial de TV, por exemplo. 

Por meio dele você consegue não só divulgar o seu produto diretamente, mas conteúdos relacionados a sua marca e avaliações de amigos clientes para atrair novos leads ao seu negócio. 

Dicas para utilizar o marketing indireto 

Assim como a maioria das coisas na vida, precisamos estudar muito bem uma determinada área que pretendemos atuar ou ingressar. 

Por isso, separamos algumas dicas cruciais para te ajudar a utilizar o marketing indireto como uma ferramenta poderosa para o seu negócio. Confira:

Conheça o seu público-alvo 

Caso você não saiba, público-alvo nada mais é do que um grupo determinado de pessoas que possuem características semelhantes e grandes chances de comprar o seu produto ou serviço. 

Para definir esse público-alvo é necessário um estudo minucioso e detalhado para entender muito bem o que é a sua marca e para quem o seu produto ou serviço é destinado. 

Sem informações como essas não é possível criar um público-alvo e muito menos estratégias utilizando o marketing indireto. 

Escolha o canal adequado 

Após definir quem é o seu público-alvo, é necessário escolher o canal pelo qual a sua campanha será transmitida, e essa decisão é tão importante quanto a primeira que citamos. 

Vamos supor que o público-alvo da sua marca sejam jovens entre 18 e 24 anos, investir em estratégias usando o marketing indireto nas rádios, por exemplo, não é uma boa escolha. Pois são poucos os jovens que ouvem as rádios todos os dias. 

Para este tipo de público, a melhor opção seria investir no marketing indireto por meio das redes sociais com estratégias como marketing de conteúdo, inbound marketing e tráfego pago. 

Afinal de contas, é nas redes sociais que você encontrará os jovens desta idade. 

Por isso, é necessário escolher o canal de divulgação que mais se assemelhe com o seu público-alvo, criando estratégias certeiras e eficazes. 

Conheça bem a sua marca 

Por fim, mas de maneira alguma a menos importante, conheça bem a sua marca e os seus produtos ou serviços. 

Não há como transparecer confiança sobre um assunto que nem você conhece direito, por isso, estude muito bem os valores e princípios da sua marca para estar ciente do que quer passar aos seus clientes por meio das suas estratégias. 

Isso pode parecer óbvio, mas é muito importante para aqueles que às vezes acham que conhecem bem a sua empresa, mas lá no fundo não fazem ideia do que estão oferecendo aos seus clientes. 

Essas são apenas algumas das dicas que consideramos primordiais para o seu negócio e para a construção de uma estratégia utilizando o marketing indireto. 

Vale lembrar que existe muito material disponível na internet e em livros e cursos, você também pode utilizá-los como suporte durante este processo. 

Pontos positivos e negativos do marketing indireto 

Assim como tudo na vida, as coisas possuem lados positivos e negativos. Por isso, separamos alguns dentro do marketing indireto para te ajudar a entender se é uma estratégia válida para o seu negócio. 

Pontos positivos

  • Melhor forma de construir o branding;
  • Custo baixo;
  • Conquista credibilidade;
  • Atrai mais clientes.

Pontos negativos

  • Dificuldade de mensurar resultados;
  • Alto custo de implantação;
  • Difícil de chegar aonde deseja;
  • Nem sempre chega no público certo.

Como mencionamos, esses são apenas alguns dos pontos positivos e negativos das estratégias, claro que você pode e deve pesquisar ainda mais sobre o assunto e verificar tudo o que envolve o tema. 

Somente assim você irá saber se essa estratégia é realmente valiosa para a sua empresa e para te ajudar a chegar aonde deseja. 

Por que o marketing indireto é tão importante? 

Por fim, vamos abordar um pouco sobre a importância do marketing indireto para o seu negócio, seja ele qual for. 

Muitas pessoas ainda são adeptas à antiga forma de divulgação e ao antigo conceito de marketing boca a boca, onde você insiste para que o cliente comprasse de você. E por mais doloroso que isso possa ser para alguns, precisamos assumir que essa era chegou ao fim.

O meio digital trouxe uma nova perspectiva sobre tudo, inclusive sobre as formas de se divulgar e criar campanhas para atrair novos clientes. 

Hoje, as pessoas não estão mais interessadas em parar por trinta minutos do seu dia para ouvir alguém falando tudo sobre o seu produto ou serviço e quase implorando para que elas o comprem. 

As pessoas querem gastar o seu tempo pesquisando e estudando coisas novas, indo atrás de marcas que atendam às suas expectativas e esclareça as suas dúvidas sem forçá-las a comprar alguma coisa. 

E é justamente para isso que serve o marketing indireto, para mostrar aos seus clientes que muito além de só divulgar um produto ou serviço, você se preocupa em levar a ele a melhor experiência e informação possível sobre aquele assunto. 

Dessa forma, esses clientes não só compraram de você mas sentiram confiança em indicar a sua marca para amigos e familiares, aumentando ainda mais a visibilidade da sua empresa.

Ele é usado há muito tempo e por grandes marcas, como: Casas Bahia, Brahma e até mesmo por pessoas famosas como o jogador Romário, que sempre divulgou marcas e empresas por meio de suas camisas no futebol brasileiro.

Isso prova como o marketing indireto garante a fama e sucesso de grandes empresas, trazendo não só novos clientes mas também visibilidade para a marca.

Considerações finais

Este artigo foi feito com a intenção de te ajudar a entender ainda mais sobre o conceito e a importância do marketing indireto, esperamos que suas dúvidas possam ter sido esclarecidas em relação a este assunto. 

O conhecimento é uma arma extremamente poderosa dentro de qualquer área, e principalmente, dentro do âmbito digital. 

Por esta razão, não deixe de continuar estudando e procurando referências para estar cada vez mais engajado em assunto como esse. 

Vale lembrar sempre de conversar com a sua equipe e procurar entender qual é a melhor estratégia para o atual momento da sua empresa, garantindo a participação de seus funcionários na criação de estratégias para a marca. 

Desejamos muito sucesso e prosperidade para o seu negócio, que todas as dicas e informações apresentadas aqui possam ter sido muito úteis e valiosas para sua empresa. 

Qualquer dúvida, entre em contato conosco!

ROI: Aprenda a calcular o seu retorno de investimento

Você conhece uma estratégia que traga resultados e aproxime o negócio de seus objetivos? Além disso, sabe como medir se eles estão sendo implementados de forma eficaz e se o dinheiro e o tempo investidos estão sendo pagos?

Nesse artigo, você vai aprender a calcular o seu retorno de investimento dos processos da sua empresa! Vamos lá?

O que significa “ROI”?

ROI é um termo em inglês, Return on Investment, trazuindo significa Retorno sobre o Investimento.  Este indicador avalia o retorno do investimento dos investimentos próprios e de terceiros.

Esse indicador pode ser usado para calcular investimentos específicos. Por exemplo, se você já investiu em um determinado departamento da empresa e deseja saber o retorno do investimento, o ROI é o seu indicador ideal.

Ao calcular essa métrica, você pode ver se o retorno não é tão bom quanto o esperado. Ou seja, se sua empresa está tendo lucro ou perdendo dinheiro. Além disso, por meio desse cálculo, é possíveis identificar falhas e realizar possíveis correções com mais facilidade.

O Retorno sobre o Investimento é uma métrica usada para medir a taxa de retorno obtida com um determinado montante de recursos. A taxa de retorno do investimento é derivada da relação entre o lucro líquido obtido em um determinado período e o valor do investimento, ou seja:

Essencialmente, o ROI expressa a lucratividade de uma empresa, mostrando a relação entre o valor do investimento e a margem de lucro obtida em cada aquisição.

Essa métrica também pode ser usada para calcular e interpretar o retorno de cada investimento (como investimento em marketing) feito separadamente.

No entanto, se já conheço o lucro total do meu investimento, por que preciso apurar o valor obtido separadamente? A resposta a esta pergunta é simples: otimize seus movimentos e obtenha resultados mais expressivos!

Qual é a importância do ROI?

O retorno do investimento é muito importante para as empresas porque é uma forma de observar e quantificar o sucesso de seus investimentos.

Imagine que uma organização tenha dúvidas sobre como investir uma determinada quantia em um departamento de segurança pública ou em uma empresa iniciante. Por exemplo, a taxa fixa de retorno sobre títulos é fixa – 5% ao ano – o retorno sobre o investimento de uma empresa iniciante no mesmo período é de 6%.

Desta forma, pode-se observar que o ROI não só ajuda a analisar qual investimento é mais benéfico para a empresa, mas também pode ser utilizado para medir se o investimento interno é lucrativo como a análise anterior.

Vantagens em calcular o Retorno do Investimento

1.Reduz custos

O retorno do investimento garante que você receba muitas informações de que precisa para reduzir o custo do seu investimento.

2. Otimiza investimentos

A partir do momento em que você consegue identificar oportunidades para reduzir despesas que se mostram desnecessárias, você aplica seus recursos de forma mais inteligente!

3. Motiva sua equipe

Quão motivada sua equipe ficarão quando tiverem um objetivo claro e uma ferramenta real para avaliar o caminho para a realização?

À medida que os resultados melhoram – o retorno sobre o investimento pode de fato alcançar esse desenvolvimento – a participação de todos será maior. Vale lembrar que a motivação é uma parte importante do sucesso.

Como formular um plano de ação com base no ROI?

A possibilidade que o retorno do investimento seja visto como uma porcentagem ajuda no planejamento e, portanto, nas escolhas da empresa.

Em primeiro lugar, para desenvolver um plano de negócios, é essencial obter informações confiáveis. Para isso, é necessário ter uma plataforma que permita obter todos os dados úteis por meio de relatórios detalhados de cada departamento.

Em seguida, compare o investimento e o lucro da empresa como uma porcentagem do investimento e classificar de acordo com esses retornos para facilitar a visualização do melhor investimento.

Por fim, é necessário escolher a melhor alternativa, ou seja, a alternativa que traz o melhor retorno sobre a meta, o investimento e o prazo, para então se concentrar na formulação de uma estratégia e plano operacional com base nesses planos.

Atenção: sozinho, o ROI não te dirá nada! Será apenas um número qualquer.

Não existe uma solução mágica! Para ser eficaz, é necessário realizar uma análise do ROI, considerando as características de cada ação. Um erro comum é permanecer com ação intocável, sem fazer a análise e os ajustes que ela pede.


Assine a nossa newsletter e receba conteúdos diretamente no seu email todo mês!