​Como garantir maior produtividade na indústria têxtil

Você sabia que o faturamento de uma empresa está diretamente ligado com o nível de produtividade? Neste artigo nós vamos entender como garantir maior produtividade na indústria têxtil!

Aumentar a produtividade da indústria têxtil é uma das formas de otimizar os custos de produção. Pode ser também um desafio muito grande, pois envolve diretamente a qualidade do produto final.

A boa notícia é que existem maneiras de aumentar a produtividade sem afetar na qualidade das peças. Isso é o que mostraremos neste artigo. Vamos lá?

O que é a produtividade industrial?

A produtividade industrial nada mais é do que aproveitar melhor os recursos disponíveis, como equipamentos, mão de obra e matérias-primas, para concluir mais trabalhos em menos tempo!

Existem indicadores utilizados para medir o índice de produtividade, os quais podem ser customizados de acordo com o seu processo de produção.

Esses indicadores irão medir o volume de produção entregue convertido em horas padrão.

​Como garantir maior produtividade na indústria têxtil?

Existem alguns investimentos que são essenciais para manter a produtividade dos produtos no setor têxtil. Confira:

1) Elabore um Planejamento Estratégico

O planejamento estratégico auxilia na definição de metas e objetivos. Ele é fundamental para traçar estratégias e planos de ação também.

Esse conjunto de planos de ação que visam alcançar objetivos específicos, promove uma maior agilidade na hora da tomada de decisão.

Elaborar um planejamento estratégico empresarial é uma tarefa que exige visão crítica, eficiência, um bom embasamento histórico do negócio e conhecimento de mercado.

O planejamento estratégico, aliado ao plano de negócios possibilita a melhor utilização dos recursos, assim como a definição de responsabilidade por ação.

Para gerar melhores resultados, crie estratégias viáveis, acompanhe e analise os resultados!

 

2) Mapeie e padronize os processos

Um dos fatores responsáveis pelo maior desperdício de tempo e de recursos é a falta de padrão na execução de uma tarefa.

O ideal é que cada uma das tarefas tenha a descrição de seu passo a passo. Com esse mapeamento, possibilita que qualquer funcionário execute o procedimento da mesma maneira.

Uma maneira simples de documentar essas informações é usar a ficha técnica de produto. Nela, devem constar a descrição da peça e a quantidade de toda matéria-prima utilizada na confecção.

Outro exemplo de documento é o checklist: ele contém a lista de etapas de cada processo, dando indicações de como realizar uma tarefa completa.

Com o mapeamento, será possível identificar os processos que são desnecessários ou que têm exigido muito tempo dos colaboradores, sem oferecer os retornos necessários.

Leia também: Mapeamento de Processos: otimize o desempenho dos processos da sua empresa

3) Promova uma comunicação transparente e eficiente

De nada adiantará apostar em todas essas implementações se elas não forem corretamente comunicadas às pessoas envolvidas.

Todos os funcionários envolvidos no processo precisam participar de um canal aberto de comunicação  e deixá-los a par das mudanças e decisões.

Diminuir os ruídos presentes na comunicação entre os colaboradores é essencial para aumentar a produtividade. Seja em reuniões, apresentações, comunicados, documentos e fichas técnicas, as informações devem ser claras e objetivas.

4) Forneça boas condições de trabalho

A condição do ambiente de trabalho  agradável e com estímulo à inovação e ao crescimento também é um diferencial importante para tornar uma equipe mais produtiva.

Disposições de máquinas inadequadas, sem local apropriado para estoque das peças de tecidos, roupas, moldes e retalhos que se espalham entre máquinas e outros equipamentos, além de causarem riscos à saúde e bem estar do trabalhador podem prejudicar na produtividade da equipe.

5) Invista em tecnologia e inovação

A tecnologia já se tornou uma ferramenta essencial para as indústrias. No que diz respeito à indústria têxtil, a maioria delas considera o investimento em tecnologia como parte da estrutura do negócio. É nesse cenário que surge a quarta revolução industrial, mais conhecida como Indústria 4.0.

Com soluções como IoT (Internet das Coisas), Inteligência Artificial, Big Data e Machine Learning, o objetivo da Indústria 4.0, que é facilitar a operação e inovar os processos.

A tecnologia pode colaborar para as indústrias têxteis criarem soluções de baixo impacto ambiental. As questões ambientais têm sido alvo de pesquisa e investimento permanente para maquinários, energia e métodos.

Alguns processos biológicos aplicados na fase de tingimento,  conseguem reduzir, em média, 30% no consumo de água e energia elétrica.

Exemplos de tecnologias para a maior produtividade na indústria têxtil:

1) Sewbots

Os sewbots são robôs com software de visão computacional que automatizam tarefas simples, porém, repetitivas.

Eles auxiliam na confecção, etiquetação, controle de estoque e em várias outras funcionalidades, trazendo mais produtividade às indústrias têxteis.

2) Impressão 3D

Por meio da necessidade de diminuição de desperdício de tecidos, a impressão 3D vem com o objetivo de contribuir e ainda melhorar as técnicas de customização e otimização de tempo.

Ao utilizar essa tecnologia na fabricação têxtil, é possível diminuir consideravelmente o descarte de resíduos de materiais, além de produzir peças em um tempo muito menor que o normal.

O trabalho para aumentar a produtividade na indústria têxtil é frequente. Mantenha-se atento às novidades do mercado constantemente. Para isso, acompanhe todos os processos, ouça opiniões, converse com clientes e fornecedores.


Precisando aumentar a produtividade da sua indústria?

A Mais Consultoria atua há mais de 18 anos no mercado oferecendo soluções para os seus clientes em otimizações de processos, estratégia, gestão financeira e qualidade. Entre em contato no banner abaixo e converse com um de nossos consultores para, juntos, impulsionarmos a sua empresa!

Realize a Gestão de Estoque Industrial e elimine gastos desnecessários

Manter o controle de estoque atualizado é extremamente importante para a empresa determinar o movimento de suas mercadorias que entram e saem. Para que isso aconteça é preciso realizar uma gestão de estoque industrial e eliminar gastos desnecessários na sua empresa!

Com a gestão de estoque, possível entender com precisão a demanda do mercado para o seu produto, o lucro líquido obtido e quaisquer desvios no final do mês contábil.

Saiba que o estoque não é apenas o ambiente em que você guarda as mercadorias. Uma boa gestão de estoque é determinante para quem deseja lucrar mais, diminuir os custos e otimizar processos!

Para te ajudar neste processo, selecionamos 5 dicas práticas para eliminar gastos desnecessários ao o controlar o estoque da sua indústria. Vamos lá?

Qual a importância da gestão de estoque industrial?

Controlar o estoque é saber que existe a quantidade correta de produtos para que a indústria possa fluir corretamente e atender a demanda sem causar perdas.

Para muitos que ainda não sabem como implementar adequadamente o controle de estoque, não parece algo tão óbvio e simples assim.

Quando há excesso ou falta de estoque, o caixa também sofre prejuízo.

Se o projeto ultrapassar o nível aceitável, além do fato de ser necessário esperar muito para obter o retorno do investimento, o capital de giro da empresa também será reduzido devido ao alto índice de desperdício.

Eliminar gastos desnecessários

É possível realizar otimizações no estoque que poderiam ser implementadas para reduzir ou eliminar totalmente os desperdícios de recursos, poupando  significativamente os custos.

O planejamento aliado a estratégias que envolvam técnicas e ferramentas certas otimizarão os processos. Assim, fazendo do controle de estoque um fator determinante para o sucesso do negócio.

Auxiliar nas vendas

Um bom controle de estoque é uma vantagem competitiva para a sua empresa.

A medida em que possuir determinado produto que esteja em falta nas empresas concorrentes, você garante um aumento das vendas.

 

5 dicas para realizar uma gestão de estoque industrial eficaz

  1. Conheça e organize o seu estoque

Mapeie seu estoque para ver informações detalhadas. Existem várias soluções para manter a organização do local, como caixas, estantes e paletes.

Escolha a alternativa que melhor se adapta à realidade da sua empresa e os seus maquinários.

2. Faça uma previsão de demanda

Tente criar um glossário interno para que a equipe responsável consiga consultar esses registros com clareza, a fim de evitar possíveis erros.

Um dos principais erros relacionados ao controle de estoque é a falta de planejamento na hora de comprar.

Para evitar gastos desnecessários, é preciso planejar as compras com base no histórico de vendas da empresa e prestar bastante atenção com relação à demanda dos consumidores.

3. Invista em ferramentas de controle de estoque

As ferramentas podem ser simples, como uma planilha de Excel ou mais completas como softwares especializados para gestão de estoque!

Busque uma ferramenta que atenda às necessidades da sua indústria e ajude a gerar informações relevantes.

Além disso, é de extrema importância capacitar sua equipe para otimizar tempo e recursos. Funcionários treinados irão utilizar as ferramentas da melhor maneira e seu investimento será capaz de gerar retorno em curto prazo.

4. Desenvolva uma cultura na equipe

Outro fator que merece ser considerado para realizar um bom controle de estoque na indústria está na cultura da organização

Os funcionários executam inúmeras operações que devem ser registradas, especialmente as que são referentes ao fluxo de produtos.

Com isso, é imprescindível que o time esteja qualficiado para desempenhar todas as atividades necessárias. Inclusive, a criação de processos e padrões que especificam como executar as tarefas de rotina (chegada e saída de produtos).

Dessa forma, a probabilidade de o estoque e as vendas saírem do controle diminui e é possível evitar o excesso ou falta de produtos.

Portanto, desenvolva uma cultura sólida e embasada na prestação de contas e transparência.

5. Realize inspeções periódicas

Mesmo utilizando softwares mais completos possíveis, erros nos processos ainda podem acontecer. A partir de um pequeno deslize ou falta de atenção, um item pode entrar sem ser cadastrado.

Do mesmo modo, materiais perecíveis podem ser acomodados de maneira irregular e vencerem antes do prazo, por exemplo.

Para identificar todos esses deslizes antes que eles se transformem em problemas graves, tenha uma rotina de vistoria periódica.

Essa rotina pode ser diária, semanal, mensal ou até semestral. A frequência vai depender do tipo de material armazenado e do seu nível de risco.

Aproveite esse momento para averiguar por que essas falhas ocorrem, otimize as operações que levam a elas e faça uma auditoria para analisar a qualidade das entregas dos profissionais envolvidos.

Quais são os principais métodos de gestão de estoque industrial?

PEPS

Busca identificar as mercadorias que estão mais tempo paradas em seu estoque para que sejam vendidas antes de todas as outras.

A sigla significa “primeiro a entrar primeiro a sair”. Por isso, o objetivo é evitar a obsolescência e eliminar o risco de grandes prejuízos.

Visando manter a competitividade da organização e com a tendência dos preços aumentarem com o tempo, esse modelo traz uma grande vantagem.

Os negócios conseguem valorizar seu estoque atual de forma que o valor dos produtos seja bem próximo ao que é praticado no mercado.

UEPS

Esse método de gestão de estoque é completamente contrário do PEPS. Sua sigla significa “o último a entrar, primeiro a sair”. Assim, a gestão envolve focar as estratégias de venda nos produtos mais recentes no estoque

No entanto, essa metodologia não deve ser praticada por qualquer negócio. Empresas que lidam com produtos perecíveis devem ficar atentas em relação ao prazo de validade da sua mercadoria. Deixá-las paradas muito tempo pode gerar prejuízos, portanto, o ideal é vendê-las o mais rápido possível.

Dessa forma, o UEPS não se deve ser utilizado para realizar o cálculo de imposto de renda. Deve ser único e exclusivo para objetivos gerenciais em sua empresa.

Custo médio

Esse método é bastante recomendado para empresas que sofrem com problemas de oscilação de preços em seus negócios. Conhecido também como Média Ponderada Móvel, essa estratégia de gestão de estoque visa a um meio eficiente de renovação de valores.

Sempre que houver uma nova entrada de produtos na organização, os custos de estoque cobrados são renovados por meio de um cálculo de média ponderada.

Assim, a média é justamente o resultado de todos os valores de mercadorias mais antigas com as recentemente adquiridas, divididas pela quantidade final de produtos disponíveis.

Mesmo assim, é importante destacar a importância de adotar meios de controle extras em sua empresa. Isso possibilita uma análise sobre o volume de produtos em seu estoque, evitando problemas futuros.

Outro ponto que você deve prestar atenção é que o método de custo médio e o PEPS são os únicos modelos de gestão aceitos pelo Ministério da Fazenda. Isso significa que você deve usar apenas essas duras formas durante o cálculo de Imposto de Renda.

Just In Time

Essa metodologia pode ser bem controversa, porém, efetiva caso feita corretamente. Traduzindo do inglês, ela significa literalmente “no momento exato” que é justamente seu objetivo. O método de gestão é planejado para que seja possível reduzir os gastos ao manter os níveis de estoque o mínimo possível.

Para realizar o método Just in Time é preciso muito planejamento e acompanhamento.

Essa etapa é importante, já que, sem ela, é bem provável que você perca oportunidades de vendas em seu negócio.

A principal causa disso é a falta de estoque. Sem produtos disponíveis você não será capaz de vender e obter lucro.

Dessa forma, para que o método tenha sucesso em seu negócio, é muito importante fechar parcerias com fornecedores de confiança. Assim, você vai ter a garantia de que suas requisições serão atendidas e irá evitar prejuízos.

Leia também:

 


Precisando investir em gestão de estoque industrial?

A Mais Consultoria atua há mais de 18 anos no mercado oferecendo soluções para os seus clientes em otimizações de processos, estratégia, gestão financeira e qualidade. Entre em contato no banner abaixo e converse com um de nossos consultores para, juntos, impulsionarmos o seu negócio:

Fale com consultor