Como empreender? 6 dicas para começar o seu próprio negócio

No Brasil cresce cada vez mais o número de empreendimentos. Isso se deve tanto às condições econômicas e ao desemprego, que é uma realidade do país. Mas, também ao talento e persistência dos novos empreendedores para desbravar o mercado. Então, se você é uma dessas pessoas que têm vontade de arriscar, testar uma ideia e, mais ainda, fazer ela dar certo, acompanhe a leitura e confira 6 dicas de como empreender.

#1 Teste a ideia

Antes mesmo de investir dinheiro e desenvolver um negócio é preciso testar a sua ideia. Já falamos aqui no blog da Mais sobre como empreender com pouco dinheiro, você pode conferir aqui para descobrir meios de colocar em prática o seu negócio sem colocar tento investimento inicialmente.

Mas, já adiantando que, uma das principais formas de fazer esse teste é usando o meio online. Assim, é possível vender seus produtos ou serviços sem investir dinheiro.

Além disso, é preciso bater perna e ser um bom vendedor da própria ideia para testar a adesão que seus potenciais clientes. Deu certo? As pessoas estão comprando? Você oferece uma solução inovadora para o mercado que deseja atingir? Então confira a próxima dica.

#2 Delineie um plano de negócios

O plano de negócios é o guia para se desenvolver um empreendimento. Você deve fazer um que tenha a cara da sua marca e esteja alinhado com o que deseja fazer com a empresa. Além disso, ele ajuda no gerenciamento de riscos. Em nosso site você encontra um guia completo para desenvolver o seu plano de negócios. Confira aqui.

Otimizar processo e reduzir custos: material gratuito

#3 Planejamento financeiro

O Próximo passo é planejar muito bem as finanças. O início de um negócio dificilmente é marcado por uma onda de abundante prosperidade. Por isso, tenha um planejamento realista e que garanta o funcionamento básico do seu negócio até o momento de realmente começar a lucrar. Aqui você encontrar o passo a passo para fazer um bom planejamento financeiro.

#4 Clientes

Uma nova solução de mercado deve ter como objetivo primeiro atender a uma parcela de pessoas. Não adianta você criar um empreendimento que acha maneiro e inovador, mas que não é realista e funcional para atender às demandas de alguém. Esse “alguém” é o seu público consumidor.

Você deve cativá-los, depois que o consumidor se torna um cliente, ou seja, recorre a você periodicamente, é preciso desenvolver estratégias e apresentar sempre melhorias e novidades, além de um bom atendimento e preços competitivos. Dessa forma, garante que ele não seja atraído por um produto da concorrência em algum momento. Veja aqui como fazer uma prospecção de cliente eficiente. 

#5 Busque seu próprio conhecimento

Novidades no mercado surge a todo o momento. O planejamento financeiro e plano de negócios são os pilares da sua empresa, que obrigatoriamente você precisa ter para um empreendimento de sucesso. Mas, a forma de gestão, de produção e tantos outros aspectos têm avanços a todo o momento, proporcionado pelas novas tecnologias e novas ideias que surgem.

Para acompanhar essas tendências, invista em conhecimento constante. Seja por meio de instituições formais, como faculdade, ou eventos do seu nicho, que proporcionam novas ideias e ainda networking.

#Dica bônus:

Sebrae é uma instituição voltada para o empreendedorismo. Em seu portal de notícias além de muitas dicas existem atualizações constantes de curso do segmento gratuitamente. Aproveite também essa oportunidade. Por lá você descobre também como se tornar um Microempreendedor individual. Essa categoria permite uma formalização desburocratizada.

#6 Conte com a Mais Consultoria

Por fim, outra dica para um empreendimento inicial, ou até mesmo para os que já estão no mercado, é contar com uma consultoria personalizada.

Na Mais Consultoria trabalhamos em quatro frentes de atuação: Gestão Financeira, Estratégia, Qualidade e Otimização. Assim, ajudamos empresas a se estruturarem ou se reestruturarem para alcançar seus objetivos em menos tempo e com soluções de fácil implementação, mas muito estratégicas. Converse conosco no banner abaixo e conheça o que podemos fazer para o seu negócio.

Solicite proposta

 

 

Empreender com pouco dinheiro: como é possível?

Empreender com pouco dinheiro é totalmente possível. Isso porque começar um negócio pode depender muito mais de uma boa ideia do que de um alto valor de investimento. Na verdade, iniciar qualquer negócio, deve ser com um valor baixo. Isso porque é preciso primeiro testar a viabilidade do produto ou serviço a ser ofertado. Ou seja, antes mesmo de colocar todas as economias no empreendimento e correr o risco de perdê-las. Por isso, confira as dicas para empreender com pouco dinheiro e comece o seu negócio de forma segura. 

5 dicas para empreender com pouco dinheiro

Para começar pequeno 

A melhor forma de colocar sua ideia de negócio em prática com baixo valor de capital é explorar as possibilidades do online. Se você tem pretensão de ter uma loja física, por exemplo, por que não começar com um e-commerce? Dessa forma, evita gastos de manutenção como conta de luz, água e aluguel. 

Vale lembrar que os custos de produção e manutenção de um site não reduzidos. Para quem tem muito pouco dinheiro, e muita disposição, é possível começar com o “faça você mesmo” cuidando de redes sociais, montagem do site, produção das fotos do produto, etc.  

Torne-se um bom vendedor 

Outro aspecto importante para garantir o sucesso do empreendimento é que o seu idealizador seja também um bom vendedor. Isso porque, quando o negócio tem como escopo um produto, é preciso testar a aceitação dele no mercado. Essa é a hora do dono da ideia bater perna de porta em porta e tentar vender as primeiras edições do seu produto. 

Já se o escopo do negócio for um serviço, o empreendedor deve vender, literalmente, a sua ideia e as soluções que ela proporciona. Não apenas no estágio inicial, mas durante toda a sua carreira, como na hora de prospectar investidores e falar sobre seu projeto em feiras de negócios, etc. 

Microempreendedor Individual (MEI) 

O início de um negócio com pouco dinheiro começa sempre na informalidade. Na estrutura da própria casa, o empreendedor fazendo por si próprio ou com uma equipe bem reduzida, etc. Na hora de começar a alavancar o projeto, quando ainda está em pequenas proporções, é possível contar com a legislação de MEI

A categoria foi criada por meio da Lei nº 128/08. Ela concede a isenção das taxas de legalização e reduz os tributos devidos pelos empreendimentos, fazendo com que seja mais fácil se tornar um Microempreendedor Individual.

Dessa forma, é possível regularizar a situação do empreendimento de forma facilitada. Essa categorização proporciona infraestrutura para profissionais, que antes ficavam na informalidade ou contribuindo como autônomos no INSS. Com o MEI é possível tirar notas fiscais e ter os direitos trabalhistas garantidos. E ainda conta com a possibilidade de contratação de mais um profissional para integrar a equipe da empresa. 

Reduza custos

Busque capacitação 

Antes mesmo de bater de porta e porta, invista em conhecimento! Seja em um curso superior ou em leituras por conta própria, pesquisas sobre o mercado, cursos para empreendedores, tudo isso irá te ajudar a desenvolver melhor a sua ideia de produto e serviço. Além disso, é uma forma de ir para o mercado já com um conhecimento prévio do que esperar dele.  

De acordo com a GEM (Global Entrepreneurship Monitor), o Brasil chegou a 38% na TTE (Taxa de Empreendedorismo Total) em 2019. Isso corresponde a 52 milhões de brasileiros. Os números tendem a aumentar, por diversos fatores, sobretudo a crise econômica e a falta de oportunidade em cargos de trabalho formais (principalmente para os jovens). 

Ou seja, são muitas pessoas tentando inovar e colocar novas ideias no mercado. O que é muito positivo para a sociedade como um todo. Mas, isso também significa que a concorrência é enorme, bem como a chance de o negócio não dar certo. Por isso, invista tempo de estudo para estruturar seu negócio antes mesmo de investir dinheiro nele e procure ajuda! Você pode obter muito conhecimento gratuito, como no portal do Sebrae e em materiais gratuitos disponibilizados aqui no nosso site. 

Mais Consultoria

Vamos alavancar juntos o seu negócio? Quando chegar o momento correto sua empresa pode contar com um serviços oferecidos pela Mais Consultoria. Nós temos como foco pequenas e médias empresas de Juiz de Fora e região. Proporcionamos soluções inteligentes e fáceis de serem executadas para melhorar o negócio em diversos aspectos. Fale com consultor