Planejamento financeiro empresarial: 4 estratégias para começar a acertar no seu negócio

Recentemente, falamos aqui no nosso blog sobre a importância da gestão financeira  empresarial. Resumidamente, é por meio dela que o crescimento estável de uma empresa ou projeto se sustenta e se mantém contínuo. 

Agora, vamos aprofundar no primeiro passo – é um dos mais importantes em uma gestão eficaz: o planejamento financeiro empresarial. Além de te explicar o conceito, também vamos apresentar 5 estratégias básicas para empreendedores que ainda não conseguiram acertar o ritmo quando esse é o assunto. 

Continue a leitura para saber mais. 

O que é planejamento financeiro empresarial? 

O planejamento financeiro empresarial é uma abordagem estratégica, cujo objetivo é a otimização dos recursos financeiros de um negócio. Quando efetuado de forma bem estruturada, possibilita o alcance das metas nele estipuladas, assim como os propósitos financeiros  estabelecidos a curto e longo prazo. 

Além disso, propicia um ambiente competitivo saudável e a autossustentabilidade. 

Uma vez organizados e bem geridos, os recursos financeiros viabilizam o enfrentamento de eventuais desafios sem afetar negativamente o orçamento. Além disso, é indispensável para identificar oportunidades de crescimento, como na criação de novos produtos, serviços, entre outros tipos de expansão, a depender de cada projeto. 

O planjamento financeiro empresarial considera e abrange aspectos como fluxo de caixa, gestão e saneamento de dívidas, projeção de despesas e de receitas e análise de investimentos. 

A criação de um planejamento financeiro requer análises profundas, inserção e mudanças de processos administrativos, gerenciamento de riscos e conhecimento dos gestores e como aplicá-los. 

Qual é o momento ideal para investir na criação de uma planejamento financeiro empresarial? 

A partir do momento em que a ideia de uma empresa toma forma, é preciso pensar e investir em um planejamento financeiro empresarial. Nesse momento, ele é crucial para estebelecer bases sólidas para a gestão.

É importante ressaltar que o planejamento deve ser feito e refeito continuamente, sempre com a interação de todas as equipes e setores. Afinal, é preciso ter em mente que as situações mudam, as finanças e o mercado são dinâmicos, e os reajustes sempre farão sentido. Ou seja, foque sempre na revisão regular!

Há outras situações que podemos antecipar para ser feita a introdução de novos planejamentos. São eles:

– Quando há mudanças significativas na empresa;

– Quando surgem desafios financeiros;

– Quando ocorrem mudanças no ambiente empresarial, na maioria das vezes relacionados a mudanças na economia do país, na legislação tributária, no na concorrência ou com o surgimento acelerado de novas tecnologias.

4 estratégias para começar a acertar no seu negócio

Não sabe por onde começar o planejamento financeiro? O ideal é contar com o suporte especializado de uma consultoria financeira, uma vez que ele define todos os rumos dos seus projetos e o alcance de metas. 

Para deixar o processo mais claro, trouxemos cinco exemplos simples que podem ser os primeiros passos. No entanto, aprofundar além deles é fundamental para que seja melhor estruturado.

1 – Determine os objetivos principais

O primeiro passo é saber onde chegar e, para isso, definir os objetivos principais que nortearão o planejamento financeiro empresarial.

Analise todo o perfil do seu negócio, ao criar uma espécie de roteiro para o futuro, no qual deve conter: metas quantificávis e realizáveis, períodos de cumprimento de cada uma delas e lista de objetivos concretos. 

Tudo deve ser documentado de forma segura e pronta para passar por revisões e ajustes periódicos. 

2 – Faça o registro de todas as operações financeiras 

No planejamento financeiro, registrar todas as operações financeiras é nada menos que iniciar um fluxo de caixa, porém com anotações que vão além das entradas e saídas. Assim, será possível ter uma visão mais ampla e profunda, que será o ponto de partida de desenvolvimento de uma estratégia de gestão ainda mais segura.

Para facilitar esses registros, retenha recibos e notas fiscais de tudo que for comprado e prefira cartões de débito e crédito com registros automáticos.

Desse modo, se houver divergência de valores, tudo poderá ser calculado. São valpres que podem fazer toda a diferença no final do mês ou do ano, nos fechamentos gerais.

3 – Opte por uma gestão digital

As plataformas de gestão digital são ideais para acompanhar o acompanhamento financeiro empresarial. Alpém de automatizar as etapas desde o início do processo, atribiu mais precisão e agilidade no controle das informações.

Um software de gestão financeira, seja pago ou gratuito, não deve ser deixado de lado. As planijhas eletrônicas acabam por eigir tempo e causam mais falhas. 

Outro benefício da gestão digital é poder acompanhar os indicadores de desempenho financeiro – análises e relátórios apontam as melhores decisões a serem tomadas, assim.

Os primeiros meses são os mais difícies de fazer o controle financeiro – logo, não pule essa etapa em nenhuma hipótese. O fluxo de caixa é o centro de funcionamento da empresa.

4 – Elaborar um plano de ação

Com objetivos, metas, fluxo de caixa e gestão digital organizadas, é hora de traçar um plano de ação para implementar o planejamento financeiro e começar a observar os possíveis resultados. 

Aqui, o primeiro passo é determinar o imapcto financeiro dos priemiros meses: inclua gastos de pequenos e grandes projetos e ações, desde a compra de equipamentos, por exemplo.

Atenção: é importante que você compreenda o plano de ação sugerido por completo. Faça e cubra todas as perguntas para entender se ele é, de fato, realizável.

Considere: 

– Preços acordados com os fornecedores;

– Possibilidades de aumento desses preços; 

– Faça pesquisa de mercado e concorrência, incluindo a estratégia e preços adotadas por eles;

– Faça pesquisas com clientes para entender seus posicionamentos, finalidade e desejo de consumo de seus produtos ou serviços;

– Estude as tributações vigentes e como irão afetar o seu negócio.

Busca

Newsletter

Categorias

Siga-nos

Você também pode gostar de ler