Financeiro: Erros que você pode estar cometendo

Financeiro: a sua importância na empresa

Você sabia que no Brasil, duas a cada dez empresas fecham as portas antes de completarem dois anos de mercado? Pesquisas realizadas pelo SEBRAE apontam que a taxa de sobrevivência das empresas brasileiras de até 2 anos é de aproximadamente 78,1%. Você pode estar se perguntando porque isso acontece! Saiba que um dos motivos que  ocasionam o fechamento de empresas é a má gestão financeira.

O que é gestão financeira?

A gestão financeira é definida como um conjunto de processos, ações, atividades e métodos que tornam possível para a empresa controlar e planejar suas finanças. Portanto, qualquer atividade que sua empresa realiza com objetivo de controlar entradas e saídas, fazer investimentos e analisar resultados, impacta a gestão financeira. Dessa forma, é perceptível que manter uma boa gestão das finanças do seu negócio vai muito além de apenas fazer o fluxo de caixa. Além disso, também é válido ressaltar que uma boa gestão financeira garante mais estabilidade de mercado para sua empresa.

Essa correlação citada acima acontece porque uma empresa que tem uma boa gestão financeira consegue fazer investimentos mais assertivos, reservas de emergência e aproveitar oportunidades no mercado. Assim, ela se torna mais competitiva e estável na realização de compras e vendas. 

Vamos exemplificar?

Para exemplificar, imagine que você possui uma hamburgueria que está no mercado há 1,5 ano. Sendo assim, você utiliza uma embalagem que custa R$2,50 a unidade, sendo que você já faz uso contínuo dela pelo sucesso que ela promove entre seus clientes. De repente, o fornecedor resolve abaixar o valor de venda por uma série de fatores, e se você adquirir mais de 1000 unidades, cada uma sairá a R$2,00. No entanto, por mais que a oportunidade seja excelente, você não preparou reserva, nem sabe se pode investir. Por causa disso, você opta por não arriscar e continua pagando o valor inicial. Porém, seu concorrente direto conseguiu aproveitar o novo preço, e agora repassa isso para os clientes em forma de promoções, o que atrai muito os consumidores. Sendo assim, uma boa gestão financeira pode te ajudar a ter mais espaço no mercado e, logo, lucrar mais.

Em que esse conteúdo te ajuda?

A partir desse exemplo você pode perceber que manter a gestão das finanças do seu negócio controladas e atualizadas é fundamental. Por essa razão, esse conteúdo vai te ajudar a compreender melhor os principais erros e gargalos que prejudicam o financeiro de uma empresa. Você também conhecerá algumas formas de identificar se sua empresa está passando por esses problemas, além de receber uma dica bônus no final. Ficou interessado(a)? Então, continue lendo!

Erros comuns no financeiro

Ao administrar uma empresa, qualquer falha ou gargalo pode significar prejuízo. Analisando erros na gestão financeira, esse problema mostra-se ainda mais latente. Imagine que, ao não fechar diariamente seu caixa, o fluxo mensal apresenta um gap de R$1.000,00. Ao final de um ano, serão R$12.000,00 perdidos, pois o erro não foi identificado a tempo, e, por isso, não foi corrigido.

Dessa forma, conhecer as principais falhas que um financeiro possa apresentar é fundamental. Com esse conhecimento, você consegue identificar os gargalos e evitá-los antes que eles se tornem grandes problemas. Por isso, esse conteúdo apresentará os 5 principais erros que podem estar fazendo você perder dinheiro!

1. O fluxo de caixa da sua empresa não é eficiente

Sem um fluxo de caixa, é provável que você tenha pouco controle sobre as variáveis que prejudicam ou ajudam sua empresa. Isso ocorre porque quando não se sabe de onde o dinheiro vem, e para onde ele vai, dificilmente você conseguirá fazer estratégias que tornem o fluxo favorável a sua empresa. Nem sempre a promoção no feriado é uma grande oportunidade, isso dependerá do comportamento do seu público, momento do ano, entre outros.

Ao manter essas informações organizadas e salvas em um fluxo de caixa, você poderá analisá-las e utilizá-las a seu favor.

2. Precisar pagar taxas sem planejamento

Em alguns casos, pegar um empréstimo para um investimento pode ser uma boa opção. No entanto, quando isso acontece sem planejamento e chance de retorno, você pode acabar perdendo dinheiro. Isso ocorre porque para que algo assim seja benéfico, é necessário que a vantagem retornada supere as taxas de juros. Sendo assim, é necessário calcular bem antes de pegar empréstimos para investir em sua empresa.

Outro erro comum é não controlar as contas e acabar pagando multas. Embora possam parecer valores pequenos, a somatória durante um ano pode ser considerável. Assim, você deixa de usar o dinheiro para investir em algo que poderia fazer a empresa crescer pois usou o dinheiro em multas.

3. Gastos não planejados e supérfluos

Como você já deve ter notado, planejar os gastos e investimentos da sua empresa é fundamental. Sendo assim, realizar compras e acumular despesas desnecessárias ou supérfluos pode prejudicar o sucesso da sua gestão financeira. Mas para identificar onde você pode desperdiçar dinheiro, é preciso manter as informações organizadas para analisá-las com eficiência.

Caso você deseje saber mais sobre desperdícios que prejudicam sua empresa, visite 8 desperdícios do Lean Manufacturing.

4. Misturar dinheiro pessoal e da empresa

Esse erro é mais comum do que você imagina! Ele é caracterizado por frases como “peguei dinheiro lá no caixa para pagar minha conta de luz” ou “precisei usar meu dinheiro para pagar um funcionário”. Isso acarreta em uma desorganização dos recursos da empresa.

Em um cenário ideal, o dinheiro arrecadado em um mês deve pagar as despesas da empresa e um salário fixo para os proprietários. Caso sobre algo, o ideal é utilizar para fazer uma reserva ou reinvestir na empresa.

5. Não construir metas

Definir onde você quer chegar, quanto deseja ganhar e o que precisa ser feito para isso é fundamental para que sua empresa cresça. Isso ocorre porque é necessário entender o que é preciso para que uma meta seja alcançada, e também estudar o que ocorre quando ela não é executada. 

Assim, você conseguirá ver a evolução da sua empresa e dos seus objetivos, conseguindo proporcionar um crescimento mais orgânico e estável. Para definir suas metas, você pode usar a metodologia SMART.

Estes 5 erros são muito comuns e prejudicam muitas empresas de diversos setores. Por isso, fique atento aos sinais que o seu financeiro dá e esteja preparado para solucionar os gargalos antes que eles se tornem grandes problemas.

Como identificar se sua empresa está sendo prejudicada por erros no financeiro?

Quando algo não está funcionando como deveria, é possível notar os sinais. Com o seu financeiro não é diferente! Se algo está errado, é possível que você venha percebendo algumas características que são os sintomas do problema. Por isso, se você se identifica com alguns dos sintomas a seguir, fique atento à eficiência da sua gestão financeira.

1. Sua empresa trabalha muito, mas você não vê crescimento

Você se esforça, cria planos, realiza mudanças, mas não percebe melhoria nos resultados da sua empresa.

2. Você nunca consegue investir em melhorias

Apesar de ver que sua empresa vende bem, nunca tem dinheiro para investir em algo que você deseja, e às vezes não tem nem o suficiente para arcar com os custos.

3. Sempre surge dificuldade para fechar o caixa da empresa

O mês parece estar fluindo bem, mas no final o dinheiro não dá e você fecha no vermelho, precisando suprir o gap com medidas de emergência.

4. Não existe reserva de emergência

Você consegue pagar as contas, mas se surgir qualquer imprevisto, não possui reserva para solucionar o problema.

Framework

Além disso, o framework a seguir vai te auxiliar a identificar os custos envolvidos na sua produção, e compreender para onde o dinheiro da sua empresa vai.

Precisa de ajuda especializada?

Se identificou com o conteúdo e gostaria de solucionar o problema da gestão financeira da sua empresa? Agende uma conversa GRATUITA com um de nossos especialistas, e saiba qual é a solução perfeita para o seu negócio.

Busca

Newsletter

Categorias

Siga-nos

Você também pode gostar de ler