Como Manter o seu Negócio nos Tempos de Crise

Aumento do dólar, ajuste fiscal, inflação, bandeiras tarifárias, recessão e diversos outros termos estão na lista dos mais ouvidos esse ano. Por mais que não se tenha conhecimento profundo sobre o assunto, é possível saber ao que se refere: crise econômica.

Já era consenso entre os economistas que ela iria chegar em 2015 e hoje o foco não é na discussão sobre os culpados ou em quanto tempo ela irá durar, mas sim na busca de alternativas para esse momento. Os comerciantes, os micro e macro empresários precisam se desdobrar para sobreviverem a essa turbulência e manterem o seu negócio, não só tentando bater suas metas de lucro, mas principalmente, evitando o prejuízo.

A dica número um é a mais repetida por todos os especialistas. Controlar as despesas. Em tempos de crise é preciso fazer valer cada centavo gasto e para isso, vale a pena pesquisar o preço e optar sempre pelo mais vantajoso. Nesse sentido, é importante também saber negociar. Fornecedores e vendedores em geral trabalham com metas, e por isso, entre vender com um desconto e não vender, a primeira opção costuma ser a mais escolhida.

Outra forma de redução nos custos é simplificar o processo de produção. Trabalhar com asvendas diretas, ou seja, sem intermediários pode gerar uma venda mais rápida e o recebimento do pagamento em um menor espaço de tempo. Reduzir os estoques e o número de horas de trabalho dos funcionários também permite uma economia significativa ao final de um ano.

Estabelecer mecanismos que garantem uma gestão estratégica e de qualidade e criem um ambiente de segurança interna colabora com a redução dos impactos negativos no período de dificuldade. Ter uma capacidade analítica, ser capaz de entender de que forma a crise afeta o seu negócio e, principalmente, ser capaz de tomar decisões são características essenciais a um empreendedor que queira manter o seu negócio perante uma crise econômica.

Ainda falando em estratégias para a sua organização sobreviver a esse período, é preciso entender o seu mercado e posicionar corretamente a sua marca. Em momentos de instabilidade, os clientes se fidelizam mais aos créditos do que aos produtos. Ou seja, é melhor manter apenas os produtos de maior valor agregado e eliminar aqueles que não dão tanto retorno.

Diferente do que muita gente imagina, em momentos de crise também é possível alavancar uma oportunidade e fazer negócio. Se a ideia for abrir um empreendimento pode ser interessante trabalhar com duas frentes de mercado e com produtos que se sustentem. Porém, se o caso for de uma empresa que já exista, a dica é seguir todas essas instruções citadas e apostar sempre na inovação e sustentabilidade, que são as palavras chaves para um empresário de sucesso em qualquer momento.