Blog

Blog Blog

Você está em Home Blog Dicas para sobreviver ao primeiro ano empreendendo

Dicas para sobreviver ao primeiro ano empreendendo

10/09/2020
Dicas para sobreviver ao primeiro ano empreendendo

Dicas para sobreviver ao primeiro ano empreendendo

De acordo com o levantamento do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), quatro em cada dez brasileiros estão diretamente ou indiretamente envolvidos em algum tipo de atividade empresarial. Ou seja, temos muitos empreendedores(as) no Brasil. Porém, muitos ainda não sabem como lidar com os desafios que surgem na hora de abrir o próprio negócio ou até mesmo durante o primeiro ano empreendendo.

Atualmente, principalmente no cenário de pandemia, os microempreendedores individuais (MEIs) e donos de pequenas e médias empresas foram fortemente impactados, especialmente devido ao fechamento do comércio em alguns locais.

Além do fato de estarmos passando por uma pandemia, existem desafios já comuns do(a) empreendedor(a) no seu primeiro ano de negócio. A falta de clientes, falta de capital para investir, dificuldade na administração e no planejamento, burocracia e alta carga tributária, mão de obra e até mesmo a concorrência.

Contudo, por mais que pareça impossível driblar esses e mais outros desafios ao longo desse caminho, saiba que o primeiro ano é um ano de sobrevivência, de tentar se manter no mercado. Infelizmente, a verdade é que dificilmente uma empresa vai ser rentável nesse período de um ano.

Além disso, para ter sucesso no mercado é importante saber que será necessário explorar as ferramentas certas disponíveis. Você precisará ajustar várias áreas do negócio, estabelecer e seguir um plano. Claro que esses são apenas alguns fatores básicos, mas não são os únicos que garantem a sobrevivência.

Para te ajudar, separamos algumas dicas valiosas que irão te ajudar durante sua jornada empreendedora e dessa forma, contribuir para que você atravesse esses terríveis desafios do primeiro ano empreendendo. Continue lendo!

  1. Analise o Mercado

Para verificar se o seu negócio realmente vale a pena, é preciso ter o conhecimento de uma série de questões como: saber escolher o local, analisar o público-alvo, precificar produtos ou serviços, criar estratégias de diferenciação entre você e a concorrência, qual será a relevância da empresa, entre outros.

Você precisa saber qual é o comportamento e o perfil do consumidor da sua região de atuação. Analise se ele está propício a aceitar seu produto ou serviço positivamente. Muitas vezes, a sua ideia não é uma demanda real do seu consumidor, ou seja, não vai adiantar levar essa ideia de negócio para frente, se as pessoas não forem utilizá-la afinal.

  1. Planeje-se

Essa é a grande chave de sucesso de um negócio. Por mais que você esteja passando apenas pelo seu primeiro ano empreendendo, não pense em curto prazo! Para continuar crescendo, você precisa não só de metas, mas também trabalhar duro para alcançá-las.

Por isso, planeje seu dia, sua semana, seu mês e seu ano. Graças à tecnologia, hoje nós podemos abandonar o papel e utilizar as ferramentas de planejamento e organização virtuais. Pensando nisso, nós separamos as 3 melhores ferramentas para você começar a se organizar de uma vez por todas a partir de hoje:

É possível saber o andamento dos seus projetos e o que cada pessoa da equipe está fazendo em cada um deles. Dessa forma, você consegue identificar a responsabilidades de cada membro e os próximos passos.

É uma ferramenta especialmente útil para profissionais com rotinas dinâmicas, que precisam ter acesso remoto a seus arquivos, seja pelo computador, tablet ou celular – é tudo integrado! Nele você pode criar pastas, slides, arquivos em conjunto com a sua equipe.

Utilizando o Google Agenda na empresa, você nunca mais perderá uma reunião porque esqueceu de anotá-la no seu calendário de papel! Essa ferramenta nos permite agendar lembretes, convidar pessoas e até mesmo verificar se os colegas têm reuniões.

  1. Defina o seu plano de negócios

Um plano de negócios é um projeto de como sua empresa funcionará. Desde investimentos do financeiro, até o marketing. Ele é um documento que contém os objetivos do negócio e seus propósitos.

Ele te indicará o que a empresa é e qual seu futuro, quais áreas gerarão melhores resultados de investimento e também quais ações devem ser priorizadas.

Essa ferramenta permite  que você “desenhe” um plano mais consistente e real para a sua empresa, mesmo que dentro do seu orçamento disponível.

> Descubra como montar o seu plano de negócios!

  1. Tenha controle das suas finanças

Quando falamos aqui sobre planejamento, não podemos nos esquecer também do planejamento financeiro. Vale lembrar que a falta de planejamento em relação aos dados financeiros é uma das principais razões para o fracasso de empresas no Brasil, principalmente durante o primeiro ano empreendendo.

Dados do IBGE apontam que 6 em cada 10 negócios fecham as portas antes de completarem 5 anos. O motivo, para muitos especialistas, está ligado às finanças.

Basicamente, o controle financeiro é um conjunto de ações feitas para verificar se o que foi estabelecido no planejamento está sendo realizado e quais as medidas necessárias para corrigir possíveis falhas.

O mais recomendado é a contratação de empresas que forneçam esse serviço de administração financeira para manter atenção no fluxo de caixa. É primordial investir com cuidado nas necessidades do negócio, desde a matéria-prima até os custos operacionais.

Os dados financeiros devem ser consultados diariamente, principalmente durante as tomadas de decisão. Dessa forma, recomendamos que você tenha uma estrutura de custos, com os cálculos já previstos na medida do possível.

Receba um diagnóstico GRATUITO sobre o planejamento financeiro do seu negócio, clicando aqui!

 

  1. Foque no cliente

Criar um negócio ou um produto incrível precisa ter como objetivo ajudar o cliente e resolver alguma “dor” ou problema que ele possui.

Para isso, é necessário que você preste atenção às necessidades de seus consumidores e esteja sempre de coração aberto às suas avaliações e comentários. Dessa forma, é possível se adaptar à sua oferta de produto ou serviço e melhorar sua visão de todo o negócio.

  1. Realize networking

Construa uma rede de contatos profissional para trocar experiências e informações e potencializar oportunidades através de relacionamentos.

Criar essa rede significa conhecer novas pessoas para dividir projetos e oferecer bons conselhos. Participe de todos os eventos que puder na sua área, participe de grupos de empreendedorismo, conheça muitas pessoas diferentes! Você com certeza conhecerá pessoas incríveis que poderão ser parceiros, clientes ou até mesmo seus amigos de trabalho.

  1. Analise indicadores

Não adianta nada estipular várias metas se você não irá medi-las. Certo? Para você ter noção de onde quer chegar, tenha como guia os 8 KPIs (Key Perfomance Indicators, ou Indicadores-chave de Desempenho) para startups:

  • Receita Recorrente
  • Custo de Aquisição ao Cliente (CAC)
  • Tempo de Retorno do Custo de Aquisição ao Cliente
  • Ticket Médio (valor gasto em uma compra)
  • Lifetime Value (o valor que cada cliente gasta com a empresa durante o período em que ele se relaciona com ela)
  • Usuários Ativos Mensais ou Usuários Ativos por Dia
  • Churn (a métrica que indica o quanto sua empresa perdeu de receita ou clientes)
  • NPS (Net Promoter Score: métrica de lealdade do cliente)

Vale ressaltar que você pode usar diferentes indicadores de acordo com os interesses de quem está analisando os resultados. Além disso, saiba que indicadores errados te mostrarão desempenhos errados. Assim, você terá a impressão de que está indo muito bem, mas, na verdade, não estará.

Essas foram algumas das dicas para empreender que mais geram resultados no mundo dos negócios, principalmente se você está em seu primeiro ano empreendendo. Mesmo que haja algumas variações de acordo com as características de cada negócio, elas se encaixam na maioria das áreas de atuação.

Com muita dedicação e persistência, aplicando todas essas dicas, com certeza você conseguirá sobreviver ao seu primeiro ano de atividade!

Imagem clicável para redirecionar o leitor para o download de um e-book

 

Leia também

Nossa localização

Faculdade de Engenharia - UFJF Rua José Lourenço Kelmer, s/n São Pedro, Juiz de Fora - MG