Blog

Blog Blog

Você está em Home Blog Estoque: aliado ou inimigo?
3/10/2016

Estoque: aliado ou inimigo?

Estoque: aliado ou inimigo?

Desde os tempos antigos as pessoas estocam suprimentos quando preveem uma eventual carência futura. É inerente ao ser humano a compreensão de que o estoque serve para amortecer oscilações, isto é, guardar quando se tem muito para suprir a falta. Então quanto mais estoque, melhor, certo? Errado! Todo estoque gera um custo, por estar ocupando um espaço que poderia ser usado para gerar valor e por representar produtos parados. Para tanto são necessários o controle e a gestão de estoques eficientes, que, apesar de próximos, carregam diferenças fundamentais em seu conceito.

A gestão de estoques trabalha em cima de uma previsão de demanda da empresa para se chegar a um estoque mínimo que assegure que não falte matéria-prima nem para a produção nem para a entrega de produtos acabados aos clientes. Também é responsável por prever armazéns adequados para o estoque existente, preservando a qualidade dos produtos e mantendo o inventário de tudo que nele existe.

Em contrapartida, o controle de estoques busca gerar um conhecimento sobre tudo o que entra e tudo o que sai da empresa, para um domínio sobre o que se tem armazenado na organização. Em última instância, o objetivo de uma empresa ao realizar o controle de estoque é minimizar gastos e perdas e manter sua produção mais organizada. Atualmente, produtos em estoque não são mais considerados como simplesmente armazenados, mas sim como uma parte do ativo da empresa que foi utilizada para esse fim. Com um estoque grande, a empresa perde liquidez – que é a velocidade que consegue converter o ativo em caixa – além de estar sujeita a perdas.

Deve-se ter em mente que para alguns setores, mais do que outros, o estoque é parte fundamental do processo produtivo. Portanto, se você sente que na sua empresa falta embasamento para saber quando se deve comprar matéria-prima ou tem dificuldade em saber a quantidade de material que existe na empresa, o controle de estoques diminuirá os gastos desnecessários com estoque, permitindo uma visualização precisa do que existe na empresa e esta economia de recursos pode ser reinvestida em outras atividades. Além disso, esse controle possibilitará uma análise da demanda, gerando embasamento para definir melhores processos de compra, o que se reverte em melhores resultados para a empresa.

Leia também

Nossa localização

Faculdade de Engenharia - UFJF Rua José Lourenço Kelmer, s/n São Pedro, Juiz de Fora - MG