Empresa Júnior de Engenharia de Produção da Universidade Federal de Juiz de Fora

Notícias

Como utilizar o Design Thinking em projetos para obter sucesso

O que passa pela sua cabeça quando você pensa em design? Objetos elegantes? Móveis diferenciados? Coisas bonitas? Pois saiba que o design não está só relacionamento ao embelezamento dos objetos, ele vai além disso. O conceito de Design Thinking em projetos é um exemplo disso.

Mas o que é Design Thinking e o que ele tem a ver com a gestão de projetos? É disso que vamos tratar no artigo de hoje. Continue a sua leitura.

O que é Design Thinking?

Design Thinking é uma forma de resolver problemas ou desenvolver projetos, que envolve muito brainstorm e elementos visuais.

Explicando de maneira mais clara, é um conjunto de técnicas que permite os gestores pensarem “fora da caixa”, para inovar em seus produtos ou até resolver os problemas da organização.

O Design Thinking em projetos é muito usado para que sejam pensadas formas inovadoras de trabalhar naquele projeto e assim gerar mais resultados para o cliente.

O Design Thinking ficou conhecido por usar muito do pensamento criativo dos envolvidos, fugindo das soluções convencionais e trazendo inovação.

Por causa disso, o Design Thinking é muito usado no processo de criação de novos produtos ou serviços, desenvolvimento de ferramentas e solução de problemas.

Vale lembrar que o Design Thinking não substitui o trabalho do designer normal. Esta é apenas uma técnica para que seja possível inovar com mais criatividade, ok? O designer ainda é necessário para a criação de embalagens, rótulos, logos, peças publicitárias etc.

Como surgiu o Design Thinking

O termo surgiu com Tim Brown, CEO da Ideo, quando ele lançou um livro mostrando como a Ideo conseguiu se tornar uma das 10 empresas mais inovadoras do mundo.

Segundo o próprio autor, “Design Thinking é uma abordagem antropocêntrica para inovação, que usa ferramentas dos designers para integrar as necessidades das pessoas, as possibilidades da tecnologia e os requisitos para o sucesso dos negócios”.  

Brown mostrou a diferença de ser designer e pensar como designer, migrando o designer do nível tático e operacional para o nível estratégico.

Assim, ele ressalta a importância de CEOs, diretores, executivos, gerentes e até estagiários trainees pensarem como designers para ter ideias mais inovadoras.  

No texto de hoje vamos focar em como aplicar essa técnicas de Design Thinking em projetos.

Vamos lá?

Como aplicar o Design Thinking em projetos?

Para aplicarmos o Design Thinking em projetos é preciso entender suas quatro fases. São elas: identificação, ideação, prototipagem e implementação.

Fase 1: Identificação

O primeiro passo para aplicar Design Thinking em projetos cada vez melhores é identificar oportunidades de inovação naquele projeto.

Aqui é onde são identificados os pontos fracos do processo. Para esse processo de identificação, podem ser feitos benchmarkings, pesquisas de mercado, reuniões com o cliente etc.

É recomendado também utilizar o Design Thinking em projetos problemáticos, ou seja, aqueles que não estão dando certo.

Nesse caso, o momento de identificação é utilizado para entender o porquê do relativo fracasso do projeto. O que aconteceu? Onde está o problema? Essas perguntas precisam ser respondidas.

Fase 2: Ideação/Colaboração

Agora é a hora de pensar em como inovar no seu projeto. Para isso, junte pessoas de diferentes áreas do seu negócio para que as ideias surjam de vários lados. 30

Pessoas da equipe de vendas, do marketing, de qualidade e até o CEO da empresa podem participar desta etapa.

O ideal é que todos realmente colaborem com ideias para inovar naquele projeto. Lembre-se que aqui o importante não é a qualidade das ideias e sim a quantidade.

Posteriormente será feita uma seleção das melhores ideias para a próxima etapa.

No nosso caso de projeto problemático, as ideias desta fase devem vir para solucionar o problema identificado na fase 1. Lembrando que toda ideia é bem-vinda.

Fase 3: Prototipagem/Experimentação

Para a etapa de prototipagem é preciso escolher a melhor ideia sugerida na fase anterior para colocá-la em prática. É a fase de validação das ideias.

O objetivo aqui é testar as ideias para encontrar uma que realmente funcione.

Criar esses modelos te faz entender como as ideias funcionarão na prática, se elas são realmente viáveis de serem implementadas, se são a melhor forma de inovar etc.

Além disso, com essa melhor visualização proporcionada pela prototipagem –, novos insights podem surgir para aperfeiçoar ainda mais a ideia original.

Fase 4: Implementação

Após ser considerada como sucesso a ideia testada na fase anterior, passa-se para última fase: a implementação.

Como o próprio nome já diz, essa fase implementa a ideia testada nos projetos.

No caso da utilização de Design Thinking em projetos problemáticos, é aqui que a solução do problema é implementada como uma prática oficial.

Por exemplo, se o problema identificado foi atraso nas entregas e a solução pensada e testada foi criar um cronograma que ficaria disponível no celular de cada um dos envolvidos no projeto, agora é a hora de implementar essa ferramenta nos projetos da sua empresa, como um procedimento ++  

É também nesta fase que são definidos os responsáveis e os indicadores de avaliação.

Nesta última etapa, valorize o feedback, pois só através dele você saberá se a sua ideia de inovação foi bem aceita pelo público.

Resumindo

Utilizar a metodologia do Design Thinking em projetos tem tudo para dar certo.

Mas lembre-se: o lema aqui é criatividade! Se você transformar o Design Thinking em algo fechado e engessado ele não vai conseguir concluir seu objetivo.

Essa técnica vem para trazer inovação, pensar nas melhores soluções para os clientes e conseguir sair da caixa.

Muitas empresas conseguiram criar produtos revolucionários e inovadores quando começaram a utilizar o Design Thinking em seus projetos.  

Por isso, tenha coragem de explorar novos caminhos e fazer diferente da concorrência para conseguir se destacar e consolidar o lugar da sua marca no mercado.

 

Agora que você aprendeu como utilizar o Design Thinking em projetos, que tal se aprofundar mais sobre Metologia Scrum de Gerenciamento de Projetos?

 

 

Deixe uma resposta